Taijiquan

Literalmente pode ser traduzido como "Suprema Energia dos Punhos " é um sistema integral de saúde física e mental e também um excelente método de defesa pessoal . Tem como objetivo principal equilibrar o sistema nervoso central, diminuir a carga de trabalho do sistema cardiovascular , harmonizar a respiração, fortalecer os órgãos internos e combate males como: Depressão, stress, ansiedade e outros. O Tai Chi Chuan (em chinês: 太極拳 Taiji Quan) é uma arte marcial interna chinesa ou neijia (內家). Este estilo de arte marcial é reconhecido também como uma forma de meditação em movimento. Os princípios filosóficos do Tai Chi Chuan remetem ao Taoísmo e à Alquimia Chinesa. A relação de Yin e Yang, os Cinco Elementos, o Ba Gua (Oito Trigramas), o Livro das Mutações (I Ching) e o Tao Te Ching de Lao Zi são algumas das principais referências para a compreensão de seus fundamentos. Os textos clássicos escritos pelos mestres orientam a: Vencer o movimento através da quietude (Yi Jing Zhi Dong) 以靜制動 Vencer a dureza através da suavidade (Yi Rou Ke Gang) 以柔克剛 Vencer o rápido através do lento (Yi Man Sheng Kuai) 以慢勝快 Apesar de ter suas raízes na antiga China, o Tai Chi Chuan é atualmente uma arte praticada em todo o mundo. É apreciado no ocidente especialmente por sua relação com a meditação e com a promoção da saúde, oferecendo aos que vivem no ritmo veloz das grandes cidades uma referência de tranquilidade e equilíbrio. Os criadores do Tai Chi Chuan basearam sua arte na observação da Natureza - não apenas na observação dos animais, mas no estudo dos princípios da interação entre os diversos elementos naturais. Como somos parte desta natureza, o conhecimento destes princípios e de como atuam dentro de nós, estudados pela Medicina Tradicional Chinesa, revelam o Tai Chi como uma fonte efetiva de energia que encontra-se em nosso interior, situada na região do corpo nomeada pelos chineses de Dantian Médio. Encontramos diversas versões a respeito do surgimento desta arte. Uma delas, imersa em lendas, atribui o seu desenvolvimento ao mestre Zhang San Feng (1247-?), monge taoísta associado aos templos das montanhas Wudang, consideradas por diversos historiadores o berço dos estilos internos das artes marciais chinesas. Praticantes de diversos estilos de Tai Chi Chuan creditam a ele a criação desta arte. Documentos históricos consideram o general chinês Chen Wang Ting (1600-1680) o criador do estilo Chen de Tai Chi, que ganhou grande projeção e está na raiz da origem dos estilos praticados pelas outras linhagens/famílias. São cinco os estilos de Tai Chi Chuan reconhecidos como tradicionais pela comunidade internacional, cada um deles recebeu o nome da família chinesa que o ensina (ou ensinava). Todos seguem os mesmos princípios teóricos básicos, mas diferem pela abordagem dada ao treinamento. Por ordem cronológica: Tai Chi Chuan estilo Chen (陳氏) Tai Chi Chuan estilo Yang (楊氏) Tai Chi Chuan estilo Wu/Hao (武氏) Tai Chi Chuan estilo Wu (吳氏) Tai Chi Chuan estilo Sun (孫氏) Ordenados por sua popularidade, considerando o número de praticantes, teríamos: Yang, Wu, Chen, Sun e Wu/Hao. Atualmente encontramos referências a diversos outros estilos. Alguns deles são estilos hibridos ou derivados destes cinco estilos mais famosos. Outros alegam ter sido praticados em segredo dentro de outras famílias ou em monastérios a partir das referências milenares taoístas que deram origem a esta prática, tornando-se de conhecimento aberto ao público há menos tempo. Entre estes exemplos se inclui o estilo Wudang, referência ampla à prática de Tai Chi Chuan realizada ainda hoje nos templos da montanha de Wudang (não confundir com o estilo contemporâneo que tomou para si o nome de Tai Chi Chuan de Wudang).