Qi Gong ou Chi Kung

Chi Kung significa treinamento da energia vital. É uma arte própria e especifica da China, utilizada para a sustentação do físico, e é considerado um capitulo da medicina chinesa. O Chi Kung tem por função principal a harmonização do sistema nervoso central. Quando se está nervoso, tenso, ele pode acalmá-lo e também em contrapartida, pode estimulá-lo quando se fizer necessário. Portanto, a pessoa ao treinar o Chi Kung torna-se capaz de se auto controlar e se acalmar. O ser humano é um organismo complexo, em que o ciclo vital atua ininterruptamente. Um grande número de órgãos internos trabalha por toda a existência do ser e mantém permanente interação com o meio ambiente. Podemos exemplificar este pensamento através do processo da respiração, do processo de absorção dos alimentos pelo corpo e pelo processo da circulação sanguínea. Todos os processos funcionam pelo mecanismo da troca. Todos os movimentos do corpo humano se baseiam neste principio vital chamado pelos chineses de Chi. Quando o corpo humano cultiva este processo vital, torna-se capaz de se revitalizar e aperfeiçoará cada vez mais sua vida. A função do treinamento do Chi Kung é de aumentar a expansão da circulação do sangue, ajudando no processo de revitalização, atingindo um equilíbrio interno que torna possível inclusive a desobstrução de vasos sanguíneos. Melhoram-se assim as funções respiratórias e digestivas, podendo prolongar a vida, com o cultivo de uma boa saúde. Este princípio do Chi Kung é de fácil entendimento quando comparamos o corpo humano com as maquinas. Uma maquina precisa de manutenção constante a fim de prolongar sua vida útil. Da mesma forma, a pessoa que treina o Chi Kung renova constantemente sua energia e sua capacidade para melhorar o seu nível de vida, mantendo a juventude e a boa saúde. Mestre Wang Xiangzhai foi contratado pelo Instituto de Medicina Chinesa de Bao Tin como mestre de primeiro grau para ensinar aos pacientes a técnica do Chi Kung (para cultivar a vida e para curar todo tipo de doenças crônicas e de difícil cura). Ele conseguiu ser muito bem sucedido no salvamento de muitas pessoas. Existem centenas de tipos de Chi Kung espalhados por todo o mundo. Todos eles foram originados da China. O Chi Kung atualmente está sendo amplamente difundido como Medicina Preventiva e Curativa, para o desenvolvimento da inteligência, das artes (dança, música, etc.) e do desenvolvimento interior (autoconhecimento, sabedoria). Nos últimos anos tem crescido o interesse por Chi Kung fora da China. Esse passou a ser objeto de estudo nas Instituições de Estudos Avançados de Medicina dos Estados Unidos, Japão, Canadá e Suíça. O mais importante são os efeitos terapêuticos obtidos com a prática regular, como no tratamento auxiliar do câncer. No Japão, os exercícios são utilizados nas escolas para melhorar o aproveitamento intelectual dos alunos, nas fábricas para aumentar a produtividade e melhorar o senso de coletividade dos operários. Os ministérios da Defesa da Rússia e dos EUA estão pesquisando Chi Kung para despertar poderes extra-sensoriais como a telepatia e clarividência. O Chi Kung também é estudado na Inglaterra, França e Alemanha. De acordo com a história da China, as práticas de Chi Kung tiveram períodos de expansão e de recolhimento, principalmente em relação ao ensino dessas técnicas a nãochineses. Em 1955 foi fundado na China o Instituto de Terapias de Chi Kung. Em 1959 houve o I Congresso Nacional de Chi Kung, no qual participaram 64 entidades. Em 1986, foi criada a Associação de Pesquisa de Chi Kung na China, onde são empregados métodos científicos para avaliar a prática de Chi Kung. No Brasil, o Chi Kung tomou maior impulso com a vinda do Mestre Cao Yin Ming em 1988 e por meio dos trabalhos de vários outros mestres como Liu Chih Ming, Wu Jhyr Cherng, Liu Pai Lin e especialmente com a fundação do Instituto Brasileiro de Chi Kung e Terapias Afins em 1996. Por que o Chi Kung pode curar doenças, fortalecer o corpo, desenvolver a inteligência e prolongar a vida? Nos últimos anos os cientistas chineses observaram os mecanismos operacionais da terapia de Chi Kung com a ajuda de aparelhos modernos, e detectaram as alterações bioquímicas e fisiológicas nos praticantes, comprovando o efeito específico da terapia. Efeitos sobre o sistema cardiovascular  Diminuição em determinado grau do ritmo cardíaco;  Influência sobre o tônus dos vasos sangüíneos; proporciona aumento da circulação periférica, aumentando os movimentos de dilatação e de contração dos vasos sangüíneos;  Influência sobre a pressão sangüínea; regularização. Quem possui pressão alta, abaixa e vice-versa. Efeitos sobre os componentes do sangue Chi Kung pode elevar a eficiência imunológica, aumentando o número de glóbulos brancos e elevando a eficiência da fagocitose dos leucócitos.. Efeito sobre o sistema respiratório  Ocorre a diminuição da freqüência e o aumento da amplitude do movimento do diafragma;  Melhora da função de ventilação do pulmão. Os praticantes do Chi Kung, com rapidez, têm melhora do metabolismo de troca gasosa (O2/CO2) dos pulmões. Efeito sobre o sistema digestivo  Há influência sobre a peristalse gástrica. Com raios-X, vê-se o aumento do grau de peristalse gástrica e a aceleração da excreção;  Influência sobre o suco digestivo: aumento da secreção de saliva, suco gástrico e bile. Efeito sobre o sistema de secreção interna O nível das catecolaminas diminui (adrenalina e noradrenalina). Efeito sobre os índices de imunidade Existem experiências com pacientes portadores de câncer e algumas doenças contagiosas que se curaram com o treino de Chi Kung (cerca de 6 horas por dia). As experiências mencionadas acima demonstram que Chi Kung pode aumentar o grau de relaxamento, eliminar a tensão, elevar a função cerebral e a capacidade de memorização de pessoas que alcançaram certo nível de concentração, podem melhorar a função dos sistemas nervoso, digestivo, cardiovascular e locomotor. Sua prática pode despertar o apetite, melhorar o sono, afastar a fadiga, fortalecer a imunidade, a força física e os recursos mentais. Por isso, Chi Kung exerce efeito eficaz sobre o rendimento de trabalho e da resistência do corpo. Especialmente por meio do uso da consciência, alcança-se um estado de “silêncio”, assim, a vida das células será prolongada e a função de regular todos os órgãos, melhorada. Por isso, o processo de envelhecimento do corpo é retardado, tornando o ser humano mais são, inteligente e com vida longa. Indicações:  A prática regular melhora a qualidade de vida, combate o stress e promove a saúde.  Auxilia no aprendizado, pois aprimorar a concentração.  Auxilia diversos tratamentos como hipertensão, dores musculares, enxaqueca, depressão, ansiedade e gastrite.  Excelente trabalho para ser realizado com a 3ª idade, pela facilidade dos movimentos, integração dos grupos e manutenção da saúde. 

QUAIS OS BENEFÍCIOS DE SE PRATICAR ARTES MARCIAIS CHINESAS?  Coração vigoroso;  Artérias livres de gorduras;  Articulações ajeitadas;  Níveis de açucares normais;  Equilíbrio hormonal;  Sono mais tranqüilo;  Pressão normal;  Maior entusiasmo no sexo;  Sistema imunológico reforçado;  Memória mais afiada;  Ossos mais fortes;  Mais fôlego;  Melhora da auto-estima e autoconfiança;  Postura correta;  Maior disciplina;  Bom humor;  Conhecimento da cultura oriental;  Conhecimento de uma nova filosofia;  Novas amizades;  Auto-conhecimento e completo controle dos impulsos emocionais;  Melhora a inteligência, concentração e coordenação;  Melhora a atmosfera pessoal;  Mais flexibilidade;  Aumenta a força e energia;  Homens: próstata mais protegida;  Mulheres: alívio da TPM, mamas mais firmes e mamas mais protegidas contra o câncer;  Transferência de aprendizagem a outros assuntos;  Defesa pessoal;  E muito mais...